• Da redação

Incêndios na mata castigam bairro Camanducaia por três dias seguidos


Desde quinta-feira incêndios começam no mesmo local e preocupam moradores do bairro; Defesa Civil de Holambra e Guarda Municipal foram procuradas pelo site JC Holambra mas não deram retorno sobre as informações solicitadas; relatos desta reportagem são de moradores da área; Procurada, a prefeitura se manifesta por meio de Nota - Confira.


Não bastasse a estiagem (falta de chuvas), o calor intenso e o tempo seco que castiga a todos, os moradores do bairro Camanducaia, em Holambra, vêm enfrentando um sério problema há três dias: a ocorrência de incêndios na mata, que têm se tornado um tormento.

O mais recente aconteceu na manhã deste sábado, 16 de setembro. Segundo moradores que entraram em contato com o site JC Holambra, as chamas começaram por voltas das 11h, no mesmo local onde outras duas queimadas ocorreram: uma na quinta-feira (14/09) e outra na sexta (15). O fogo vem dizimando a vegetação e a vida silvestre na mata próxima a um campo de futebol do bairro, que é cercado por um denso bambuzal.

Conforme o depoimento de um dos moradores, que preferiu não se identificar, as chamas acabaram com a segunda mata ciliar que protege uma das nascentes do rio Camanducaia. O morador revelou ainda que as chamas foram controladas com a ajuda da Defesa Civil de Holambra e do Corpo de Bombeiros de Jaguariúna, além da colaboração da Estância Jatobá, que novamente colaborou cedendo seu caminhão pipa. O prefeito da cidade, Fernando Fiori de Godoy, também esteve no local.


"Moro no bairro há 7 anos e não é a primeira vez que pega fogo neste bambuzal, chega nesta época e nós já ficamos com receio de que aconteçam incêndios. Porém, o que estamos achando estranho é que nestes três dias, todos se iniciaram no mesmo local. Os incêndios de quinta e sexta-feira se iniciaram basicamente no mesmo horário", afirmou o morador.

Segundo ele, a ocorrência de queimadas nessa mata que cerca o bambuzal não é incomum e houve outra, há aproximadamente quatro anos. "O que posso dizer é que nessas ocasiões, sempre que acionamos a Defesa Civil eles atendem com rapidez, então, é justo que a gente reconheça isso e eu, pessoalmente, agradeço essa postura deles", completa o morador.

Mesmo local e mesmo horário

Na última sexta-feira, 15 de setembro, outro incêndio se iniciou na mesma parte da mata, próxima ao bambuzal. Segundo depoimento de moradores ao site do JC, o fogo começou no mesmo horário da ocorrência de quinta-feira (14), por volta das 16h30.

Em entrevista ao site do Jornal da Cidade, a antropóloga e professora Anaí Pigatto, moradora do bairro há um ano, destacou o medo de que o fogo se alastrasse e atingisse as residências, além da preocupação com a destruição de uma área preservada: "Eu estava preparando minhas aulas quando, novamente ouvi alguns estalos, um barulho parecido com o de quinta-feira, de mata queimando. Fiquei super aflita sobre a possibilidade do fogo atingir as casas e sobretudo sobre a destruição de uma área nativa. Ver uma área preservada como essa sendo destruída é muito triste", disse a moradora.


Obter informações não é simples

A reportagem do site JC Holambra tentou, em várias oportunidades e ao longo da sexta-feira e do sábado (15 e 16/09) obter mais informações junto à Defesa Civil de Holambra para saber qual era o balanço dessas ocorrências, mas não obteve retorno. No contato telefônico com a Guarda Municipal (GM), a resposta era que os integrantes da Defesa Civil estavam empenhados no combate às chamas. Conforme os relatos dos moradores, até mesmo os Bombeiros Civis de Jaguariúna - lá, sim, eles existem e são atuantes - foram acionados para ajudar a controlar as chamas.

Mais tarde, por volta das 19h15, conseguimos o posicionamento da prefeitura de Holambra, via assessoria de comunicação, que emitiu a Nota abaixo:

A Defesa Civil de Holambra informa que registrou ao longo dos últimos três dias, de quinta a sábado, quatro incidentes relacionados a incêndio na região do bairro Camanducaia - todos eles já controlados. Informa, ainda, que atendeu prontamente aos chamados com suporte de caminhões-pipa da Prefeitura e o apoio de servidores, bombeiros civis em treinamento e de moradores. Na quinta-feira à noite e hoje à tarde, o grupo contou também com o auxílio de bombeiros de Jaguariúna. A Defesa Civil reforça que atende pelo número 199 ou pelos telefones da Guarda Municipal, 153 e (19) 3802-1722.

- Nota do editor do site JC Holambra: Embora a Nota emitida pela prefeitura garanta que a Defesa Civil ea Guarda Municipal (GM) atendem pelos telefones citados, não é, na prática, o que ocorre quando a imprensa busca informações para prestar esclarecimento aos leitores sobre a atividade em que esses órgãos estão envolvidos. Nas várias tentativas que fizemos - eu e a repórter Maria Elisa Moraes - por dois dias seguidos, não obtivemos nenhum retorno. Ou as pessoas que atendem o telefone não têm o preparo suficiente ou devem estar impedidas, por ordens superiores, de dar os devidos esclarecimentos. (AS)

Fotos: Colaboração - Moradores do Bairro Camanducaia.

#Fogo #Camanducaia #Holambra #MataCiliar #Bambuzal #Suspeitas #Queimadas #Preservação

15 views0 comments